Blog

Entenda o funcionamento de uma Clínica de Repouso

Entenda o funcionamento de uma Clínica de Repouso

Quem não conhece uma casa de repouso por dentro, junto de todas as suas particularidades e detalhes, costuma deixar a imaginação correr solta. Normalmente fazem uma ideia de como funcionam a partir de representações na TV ou em filmes — que nem sempre correspondem à realidade.

Para tentar desmistificar o funcionamento de uma clínica de repouso, a Casa Morada Primavera abriu as suas portas, no fim de agosto, para uma visita. Além da sua rica história, a Morada demonstrou, na prática, porque é considerada a melhor casa de repouso da zona oeste de São Paulo.

Corpo de Funcionários da Clínica de Repouso

Assim como em qualquer outro endereço, algumas pessoas exercem atividades que visam a manutenção do espaço. É o caso do jardineiro e zelador da Casa Morada Primavera, que cuida de jardins em frente à avenida São Gualter, na arborizada região do Alto de Pinheiros.

Ainda é feita a poda periódica das diversas árvores e plantas do local, como um pé de romã, de pêssego, além de uma jabuticabeira. O ambiente propício atrai pássaros e abelhas, lembrando uma cidade interiorana. Isso sem mencionar as dezenas de flores que parecem ornar com o nome da casa.

Ao todo são 23 funcionários que se revezam para assistir os senhores e senhoras da Morada Primavera. Em sua maioria, são cuidadoras treinadas e adaptadas para oferecerem o que há de melhor em suporte aos residentes.

Terapia Ocupacional

A terapeuta ocupacional Thaíse é responsável por uma das partes mais agitadas do dia dos moradores. Normalmente por volta das 14h ou 15h, as atividades e dinâmicas se iniciam na sala dos fundos da clínica de repouso.

Para aqueles que sofrem de Alzheimer, são desenvolvidas atividades paralelas, próprias para quem possui a doença. Como os idosos têm menos energia se comparados a uma pessoa adulta, já no final da tarde cessam as dinâmicas.

A exceção ocorre às sextas-feiras, quando o músico e cantor Maurício chega munido de seu violão e microfone. Numa mistura de festa e sarau, funcionários e hóspedes se revezam na cantoria que agita a Casa Morada Primavera.

Rotina de uma Clínica de Repouso

Os idosos e idosas acordam cedo, quando tomam a primeira refeição do dia. Após o café da manhã, muitos descansam até chegar o momento do lanche, antes ainda do almoço. A maioria prefere conversar entre si, relembrando referências de outros tempos, sem deixar de se atualizar do mundo atual pela televisão.

Até mesmo o computador está presente na Morada, onde não raro nos deparamos com alguém no laptop. Mas é no banho de sol que todo mundo aproveita o dia e as vantagens de morar num lugar longe da rotina estressante da cidade grande.

Pelos bancos e cadeiras espalhados pelos jardins, os idosos conversam e riem, à espera do tradicional lanche da tarde. É com o pôr do sol de espectador que eles jantam. A última das seis refeições diárias é o lanche noturno, antes da hora de dormir chegar.

Referenciais da Morada Primavera

Em cada uma das etapas do dia, a Casa Morada Primavera preconiza alguns pontos fortes que a diferenciam dentro do segmento. Desde a responsabilidade afetiva, que pretende incutir nos familiares — sempre livres para visitar seus parentes –, até a individualização no tratamento de cada um e cada uma.

Morada Primavera

Quer mais orientações? Converse conosco!

Nós podemos ajudar!

Tel: (11) 3023-6825

Endereço: Av. São Gualter, 1043 – Alto de Pinheiros. São Paulo, SP

O que achou deste artigo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Av. São Gualter, 1043. Alto de Pinheiros. São Paulo - SP